Documentário

Vincent Cochetel foi mantido refém por 317 dias em 1998, enquanto trabalhava para o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados na Chechênia. Pela primeira vez, ele relata a experiência – de como era viver em uma câmara subterrânea escura, acorrentado à sua cama, à conversas inesperadas que teve com seus captores. Com lirismo e poder, ele explica por que ele continua seu trabalho até hoje. Desde 2000, os ataques contra trabalhadores humanitários triplicaram – e ele se pergunta o que este aumento pode significar para o mudo.

Confira a palestra abaixo.

por -
0 7900
Civis não sentem falta do combate. Soldados sim.

O Jornalista Sebastian Junger comenta sua experiência durante o período que ficou alocado com soldados do Exército dos Estados Unidos em um posto avançado no Vale Korengal, no Afeganistão, chamado Restrepo. Ele Analisa a “alteração do estado mental” que surge com a guerra, e mostra como o combate dá aos soldados uma experiência intensa sobre irmandade e conexão.

Então, no final de tudo, será que o que soldado sente falta é algo que pode ser considerado moralmente como o “o oposto da guerra”?

Saiba mais sobre Sebastian Junger aqui.

por -
0 335

A jornalista Janine di Giovanni, esteve nos piores lugares na Terra para retratar histórias do conflito na Bósnia, Serra Leoa e mais recentemente na Síria. Ela conta a luta de outras pessoas para sobreviver em meio a estes conflitos explorando o choque que é a transformação de uma rua comum em uma zona de combate completamente destruída.

Saiba mais sobre Janine aqui.

Veja a palestra na íntegra.