Os tempos estão mudando e com o avanço da tecnologia e a facilidade de obtenção de objetos militares pela internet as feiras de militaria vão desaparecer – mas não tão cedo, ainda há muito a acontecer.

Estes encontros ainda estão bem organizados e atendem milhares de colecionadores em diversas partes do mundo, principalmente na Europa e Estados Unidos da América.

Para muitos colecionadores estes eventos são muito apreciados e valiosos, porque nestes locais há oportunidades de ver in loco os objetos, discutir a autenticidade com outros colegas e ainda poder barganhar preços e/ou executar trocas.

As feiras surgiram no início dos anos 1980, quando os jovens estavam se tornando conscientes e, portanto, estavam começando a apreciar a beleza, o artesanato e importância histórica dessas “relíquias de guerra” que agora saíam de sótãos de seus pais e das vendas de garagem do vizinho para locais organizados.

Hoje em dia, em comparação à uma década atrás, os colecionadores e comerciantes migraram para o comércio online e serviços de leilões online, as vendas se multiplicaram e milhares de vendas de militaria são executados anualmente.

Uma nova geração de colecionadores está surgindo em cena, mais tendenciosos a disputas de leilões online e vendas pela internet pela sua conveniência e eficiência, e com esta demanda cada vez mais comerciantes tradicionais estão se voltando para serviços online.

Mas as vantagem das feiras de militaria ainda está muito longe de ganhar seu obituário.

O problema para os comerciantes de militaria que organizam estas feiras são os negócios em paralelo que frequentemente ocorrem nos quartos dos hoteis ou lugares próximos as feiras, ou seja, as feiras são grandes mostruários ao vivo para os colecionadores avaliarem preços ou selecionarem objetos que eles desejam para suas coleções e acabam combinando com outros colecionadores pontos de troca ou venda em particular tirando uma importante fatia do bolo que é tão necessária para manter grandes eventos.

Exemplificação de uma venda num quarto de hotel:
Vendas em quarto de hotel
Vendas em quarto de hotel
Vendas em quarto de hotel
Vendas em quarto de hotel

Algumas feiras bem conhecidas:

 

Inglaterra:

  • GHQMilitariaFairs – Farnham
  • War and Peace Military Vehicle Show – Beltring

Alemanha:

Bélgica:

França*:

*Existem muitas feiras de militaria em várias cidades no interior da França e nas feiras de antiguidades de grandes cidades, como Paris, Lion e Marseille.

Estados Unidos:

  • Raleigh NC Military Show
  • West Coast Historical Militaria Collectors Show

A Disneylândia da Militaria fica …

MAX Show – A idéia de criar o MAX Show deu-se em 1984, a partir de um encontro de vendedores de militaria muito conhecidos que constataram que o hobby de Militaria estava começando a crescer. Ao longo dos anos 1970 e início dos anos 1980, houve feiras de armas trazidas e comercializados por veteranos. Desde a sua primeira edição, o local desta feira é estudado para ser numa região central, de fácil acesso rodoviário ou por avião, num hotel que tenha um centro de convenções suficiente para 750 mesas, com segurança e recursos extras, como seminários gratuitos sobre coleções, bem como um leilão ao vivo à noite. O primeiro show foi realizado em novembro de 1985 e apesar de baixas temperaturas e vento tempestuoso, que provavelmente foi o melhor de todos as feiras de Militaria realizadas em qualquer lugar, até hoje. Hoje, quase 30 anos depois, o MAX Show é ainda o mais conhecido encontro do gênero no Mundo.

Algumas imagens:

photo-28-1024x768 photo-27-1024x768 photo-26-1024x768 photo-25-1024x768 photo-24-1024x768 photo-23-1024x768 photo-22-1024x768 photo-21 photo-20-1024x764 photo-19-1024x764 photo-18-1024x768 photo-17 photo-16-768x1024 photo-15-1024x767 photo-14 photo-13-1024x767 photo-12 photo-11 photo-10 photo-7-1024x767 photo-6-1024x767 photo-4 photo-3 photo-2 photo-1

 

Radmin-ajaxicardo M. Nácul, 45 anos, administrador de empresas, especialista em Marketing e Planejamento Estratégico, empresário no ramo da Educação, colecionador e pesquisador de militaria há mais de 30 anos, palestrante e expositor de assuntos militares em instituições de ensino, colaborador emérito do Exército Brasileiro e da Força Expedicionária Brasileira (FEB), bem como de diversas unidades militares. Vice-presidente (Fundador) da Associação dos Amigos do Museu Militar do CMS e Curador do Museu Militar que em breve será inaugurado na Serra Gaúcha.